• Alisson Publicidade8
Segunda-feira, 16 de julho de 2018
(67) 9918-9198

Inspeção veicular será obrigatória no país todo até o final de 2019

Vistoria visa veículos com mais de 3 anos rodados ou comerciais, para verificar as condições de segurança e de emissões de poluentes

  • Techno Brisa16

Por G1

ada Detran deverá apresentar um cronograma para implantar a inspeção até 1º de julho de 2018 (Foto: Arquivo)

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicou nesta sexta-feira (8) as regras do programa de inspeção técnica veicular, que será obrigatório no país inteiro até 31 de dezembro de 2019.

A vistoria será implantada para verificar as condições de segurança e de emissões de poluentes dos veículos em circulação no Brasil. Ela visa veículos com mais de 3 anos rodados ou comerciais e de frota de empresas.

A inspeção será obrigatória a cada 2 anos e sem a inspeção não será possível fazer o licenciamento.

A resolução nº 716 não define o valor que os proprietários deverão desembolsar. Cada Detran definirá este custo, que deverá ser igual para todos os municípios dentro de um mesmo estado ou Distrito Federal.

Quem deverá fazer? Veículos particulares novos, de até 7 lugares, ficarão isentos nos primeiros 3 anos de vida, desde que não tenham modificações e não se envolvam em acidentes com danos médios ou graves.

Para os de propriedade de empresas (pessoa jurídica), a isenção será nos 2 primeiros anos.

A inspeção será a cada 6 meses para veículos de transporte escolar e a cada ano para os de transporte internacional de cargas ou passageiros. Modelos de coleção ou de uso militar estão isentos.

Quando vai começar? De acordo com a instrução do Contran, cada Detran deverá apresentar até 1º de julho de 2018 um cronograma para começar a implantar a inspeção. Só então os proprietários devem saber as datas por tipo de veículo e final da placa.

Até 31 de dezembro de 2019, o programa deve estar operando em todos os estados. A vistoria deverá ser feita pelo próprio Detran ou então por empresas credenciadas, com equipamentos aprovados pelo Inmetro.

Quais são as exigências? No primeiro ano, serão reprovados veículos com "defeito muito grave" em qualquer lugar, "defeito grave" nos freios, pneus, rodas ou "equipamentos obrigatórios". A resolução não identifica quais são esses equipamentos.

Também não passarão modelos que emitem mais poluentes e barulho do que o permitido ou que estejam utilizando equipamentos proibidos.

Nos anos seguintes, as exigências ficarão maiores. A partir do segundo ano de operação do programa, "defeito grave" na direção também será suficiente para a reprovação.

Já no terceiro ano, não receberão o certificado de inspeção todos os veículos que apresentarem defeito muito grave ou grave para os itens de segurança, ou não atenderem os requisitos de emissão de poluentes e ruídos.

Todos os "defeitos leves" serão registrado no documento. Caso o mesmo problema leve se repita na próxima inspeção, ele passará a ser considerado grave.

A resolução não esclarece o que são defeitos muito graves, graves ou leves.

E se não passar? Em caso de problemas, o proprietário do veículo será comunicado dos defeitos e deverá fazer os reparos necessários. Depois disso, ele deverá se apresentar para uma nova inspeção.

De acordo com a resolução, a primeira reinspeção será "isenta da remuneração do serviço no mesmo operador, desde que obedecidos os prazos estabelecidos pelo órgão executivo de trânsito".

E se eu não fizer a inspeção? A inspeção veicular já estava prevista no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), só não tinha regulamentação. O não cumprimento da lei será considerado infração grave, com multa de R$ 195,23 e retenção do veículo.

Sem a vistoria também não será possível fazer o licenciamento do carro.


Quer receber notícias do Site MS News via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9918-9198 e se cadastre gratuitamente!

Criança de 5 anos sobrevive a acidente que matou os pais e feriu médica na BR-060

Filha do casal fraturou a perna e teve afundamento de crânio

Mulher morre após veículo cair em cratera em Nova Andradina

Acidente foi no prolongamento da avenida na Moura Andrade saída para Casa Verde

Tchau, frio: fim de semana será de forte calor e umidade relativa do ar em 15%

Sem previsão de chuva, tempo ficará muito seco durante a tarde

Aprovado projeto que proíbe cursos à distância na área da saúde em MS

A proibição vale tanto para cursos de nível médio quanto para técnico

Travesti esfaqueada 80 vezes teria sido morta por disputa de ponto de prostituição

Investigações apontam que a travesti ‘Fernanda da Biz’ teria sido morta por disputa de ponto de prostituição que supostamente comandava em parceria com um adolescente de 16 anos

Risco de surto de catapora deixa pediatria do Hospital Regional em alerta

Pacientes do setor pediátrico estão em observação na unidade

Apenas uma reivindicação foi totalmente cumprida, dizem caminhoneiros

Após 6 semanas do anúncio de um acordo para encerrar a greve dos caminhoneiros, apenas uma de quatro medidas prometidas pelo governo foi totalmente implantada. Uma não se concretizou, e outras duas estão em vigor, mas ainda sem o resultado inicialmente previsto

Salário mínimo de R$ 998 para 2019 é aprovado pelo Congresso

Caso a inflação de 4,17% para este ano seja confirmada, o novo salário mínimo representará um ganho real de 0,4% aos profissionais

Confira as ofertas para hoje em Jorge Mercado Atacarejo

Além de comprar barato, um lugar de fazer amigos!

Ação cumpre 37 mandados contra bando que levava droga de MS para MT

Não há mandados expedidos para Mato Grosso do Sul, nesta sexta-feira, mas podem haver desdobramentos

Roqueiros relatam dificuldades em manter o estilo vivo em Dourados e MS

Ritmo tem ‘disputado’ espaço com o sertanejo em Mato Grosso do Sul


PUBLICIDADE
  • Serralheria e Calhas Cia Norte19
  • BIT Celulares22
  • Drogaria Padre José Daniel26
PUBLICIDADE
  • Prime Pedras27
  • Puppa31
  • Vidrosul33