Safra da cana teve ter encerramento mais cedo

Nesse momento, os preços de etanol já ficam em níveis de entressafra

| AGROLINK/LEONARDO GOTTEMS


Imagem: Pixabay

.A cana-de-açúcar já passou este ano com seca, geada, incêndios, preços nas alturas e inflação relevante dos custos e agora deve ter um encerramento de safra mais cedo, de acordo com informações de um novo relatório do Rabobank. Além disso, a cultura também deve contar com uma entressafra prolongada. 

“Sob a premissa de que a moagem total para 2021/22 no centro-sul fique em torno de 520 milhões de toneladas e com a moagem até o final de agosto registrando 393 milhões de toneladas, restavam por volta de 130 milhões de toneladas a serem colhidas a uma taxa que deveria girar em torno de 40 milhões de toneladas por quinzena na ausência da chuva”, comenta. 

Nesse momento, os preços de etanol já ficam em níveis de entressafra, por exemplo, nas bombas no estado de São Paulo, o preço de etanol hidratado está, em média, 77% do preço da gasolina. “Na ausência de uma queda brutal do preço internacional do petróleo ou uma valorização relevante do real, a perspectiva é para preços firmes de etanol até pelo menos abril/maio de 2022”, completa. 

“Por sua parte, o mercado mundial de açúcar está acompanhando de perto a evolução da safra brasileira, e assim os futuros de Nova Iorque têm flutuado ao redor de 18 – 19 USc/lp. Porém, o elemento mais recente de apoio para os preços veio da Índia, onde o governo sinalizou que não vai oferecer subsídio para as exportações de açúcar na nova safra que começa em novembro. Isso porque o governo avalia que os preços mundiais estejam em níveis suficientes para a indústria indiana exportar açúcar sem subsídio”, conclui o Rabobank, em seu relatório. 

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE