Família de MS que morreu em carro soterrado foi sepultada em Minas Gerais

| VIVIANE OLIVEIRA / CAMPO GRANDE NEWS


Henrique e Deisy com os filhos (Foto: divulgação)

A família de Mato Grosso do Sul que morreu em carro soterrado no Retiro do Chalé, em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (Minas Gerais), foi velada e sepultada por volta das 10h desta terça-feira, no município mineiro de Paula Cândido. O velório aconteceu no Ginásio Poliesportivo da cidade.

Morreram na tragédia, o advogado Henrique Alexandrino Santos, secretário-geral adjunto da OAB (Ordem dos Advogado do Brasil) Subseção de Aquidauana, a esposa Deisy Lúcia Cardoso Alexandrino Santos, professora da UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul), os dois filhos do casal, e o primo de Henrique, Geovane Vieira Ferreira.

A família saiu da cidade no sábado (dia 8) para pegar voo de volta a Mato Grosso do Sul, no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins. Eles foram em um Toyota Corolla dirigido Geovane. No caminho, no entanto, um bloqueio na BR-040, causado pelo transbordo da barragem da Vallourec, fez a família pegar um desvio. O advogado chegou a avisar ao pai sobre a mudança no trajeto, mas depois disso, não entrou mais em contato.

Nesta segunda-feira (10), o carro em que estavam os três adultos e as duas crianças, Vitor Cardoso Alexandrino Santos e Ana Alexandrino Santos, de 6 e 3 anos, foi encontrado soterrado na região de Itabirito. Todos morreram presos no veículo.

Henrique ocupou o cargo de secretário-geral adjunto da OAB Aquidauana de 2019 a 2021 e neste ano, assumiria um novo mandato. Já Deisy Lúcia era professora no curso de Agronomia da UEMS em Campo Grande. Os corpos foram resgatados por militares do Corpo de Bombeiros da região.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE