Preso homem que forneceu arma e facilitou fuga de assassino de cabeleireira

| DAYENE PAZ / CAMPO GRANDE NEWS


Jackeline foi assassinada com tiro na cabeça. (Foto: Facebook)

 A Polícia Civil prendeu preventivamente, nesta quarta-feira (12), um homem de 27 anos acusado de fornecer a arma para Marcos Bezerra de Melo, de 45 anos, matar a cabeleireira Jackeline Aparecida de Souza Galvão, de 37 anos. Ele também ajudou na fuga do suspeito. O crime ocorreu no dia 12 de dezembro do ano passado, em Nova Alvorada do Sul, a 116 quilômetros de Campo Grande.

O feminicídio é investigado pelo delegado Rômulo Teixeira Marcelo, que pediu a prisão preventiva do suspeito, depois de interceptar conversas telefônicas entre Marcos e ele, com amparo judicial.

Preso, o homem de 27 anos contou o que aconteceu momentos antes ao assassinato de Jackeline. Afirmou que estava com Marcos Bezerra consumindo entorpecente, quando o ex planejou a morte de Jackeline. O homem relatou que então topou participar, fornecendo a arma e levando Marcos para o Paraguai após o crime.

Com a análise de câmeras de monitoramento, a polícia conseguiu apurar, inclusive, que eles se hospedaram na noite dos fatos em um hotel de Rio Brilhante.

O 'auxiliar' foi indiciado por feminicídio consumado e permanece preso na Delegacia de Polícia Civil de Nova Alvorada do Sul. Marcos Bezerra de Melo continua foragido e qualquer informação de seu paradeiro pode ser fornecida através do telefone (67) 3456-1649.

Crime - O crime ocorreu na madrugada do dia 12 de dezembro de 2021, em Nova Alvorada do Sul. Jackeline havia terminado com Marcos no mesmo dia em que foi morta, conforme consta em boletim de ocorrência.

A filha de Jackeline descreveu que o homem chegou em um carro, que aparentava ser um Toyota Corolla e, ainda dentro do veículo, disparou contra a cabeleireira, que foi atingida no rosto. Depois, ele chegou a arrancar com o veículo, no entanto, ao ver a filha da ex, retornou e disse: 'Vou te matar', disparando contra a jovem de 22 anos, que foi atingida no punho.

Mãe e filha foram socorridas ao hospital local, mas devido à gravidade da lesão, Jackeline precisou ser transferida para a Santa Casa de Campo Grande, onde não resistiu ao ferimento e morreu.

Apresentação - Poucos dias após o crime, o autor, supostamente, procurou advogado e prometeu se apresentar na delegacia para 'contribuir', o que não aconteceu. Marcos Bezerra tem passagens criminais por contrabando, tráfico de drogas e descaminho. Judicialmente, responde por apenas um processo por contrabando.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE