Passagem de ônibus sobe para R$ 4,40 na próxima segunda-feira em Campo Grande

O aumento será de 4,76% para os usuários do transporte coletivo

| CORREIO DO ESTADO / IZABELA CAVALCANTI


- Foto: Álvaro Rezende

O preço da passagem do transporte coletivo em Campo Grande vai subir de R$ 4,20 para R$ 4,40, na próxima segunda-feira (17). O reajuste para as linhas convencionais será de 4,76%.

A decisão foi publicada no Diário Oficial de Campo Grande (Diogrande), desta quarta-feira (12), após reunião realizada no dia 6 de janeiro, com a participação dos representantes do Consórcio Guaicurus, do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Coletivo Urbano de Campo Grande e da Prefeitura de Campo Grande.

Já para linhas circulares executivas, o valor sai de R$ 5,15 para R$ 5,40.

Em datas comemorativas, como Dia do Trabalhador, Dia das Mães, Dia dos Pais, Aniversário de Campo Grande, Finados, Natal e Ano Novo, o preço será 40% do valor da tarifa convencional, que dá R$ 1,75, sendo exclusivo para pagamento com cartão eletrônico recarregável (Smart Card).

Conforme a portaria publicada, o troco máximo estipulado para as linhas circulares executivas, terminais de transbordo e estação PEG-FÁCIL é de R$ 20.

REAJUSTE

A Prefeitura de Campo Grande estipulou aumento de até 5% do Sistema Municipal de Transporte Coletivo, bem como dos serviços de Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário e das passagens do Terminal Rodoviário da Capital.

Contudo, o valor técnico apontado pela Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos (Agereg) para a passagem de ônibus de Campo Grande foi de R$ 5,12 , aumento de 21,93%, o que não foi concedido.

AMEAÇA DE GREVE

Os motoristas do transporte público desde o dia 3 de janeiro planejavam entrar em greve, em razão do reajuste salarial que não acontece há 2 anos.

O reajuste deveria ser de 11,08%, valor que não seria repassado, já que a Prefeitura anunciou aumento de, no máximo, 5% na passagem.

A medida foi tomada durante Assembleia do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Coletivo e Urbano de Campo Grande (STTCU), com votação unânime favorável.

A princípio estava marcada para o dia 7 de janeiro, mas foi adiada para o dia 14 de janeiro, na promessa de realizar um estudo para definir o valor do repasse.

No entanto, no dia 11 de janeiro, a Prefeitura e o Consórcio Guaicurus, chegaram a um novo consenso sobre a tarifa e com isso, a greve dos motoristas foi suspensa.

A Prefeitura se comprometeu a fazer o pagamento da tarifa para os alunos da Rede Municipal de Ensino (Reme), e a arcar com o transporte interno do setor público, além da isenção de Imposto Sobre Serviços (ISS).

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE