Jovem é executada a tiros, três meses após assassinato do marido na Fronteira

| CLAYTON NEVES / CAMPO GRANDE NEWS


Maricela ao lado do marido morto em setembro de 2021. (Foto: Direto das Ruas)

Pouco mais de três meses depois do assassinato do marido, Maricela Rojas Giménez, de 26 anos, foi executada a tiros na tarde desta quinta-feira (13), em Pedro Juan Cabalero, cidade paraguaia na fronteira com Ponta Porã. Ela era viúva de Jorge Ortega García, morto a tiros em setembro de 2021 na mesma cidade.

Segundo informações da polícia, Marcicela estava em um automóvel com outra mulher quando foi surpreendida por homens que abriram fogo contra o veículo. Diversos disparos foram dados e a vítima acabou atingida várias vezes. A mulher que estava junto com ela não ficou ferida.

A jovem foi socorrida com vida e levada para um hospital, no entanto, não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade.

No dia 27 de setembro do ano passado, o companheiro de Maricela,  Jorge Ortega García foi morto aos 27 anos. O paraguaio foi abordado por pelo menos três homens em uma caminhonete verde . Conforme informações apuradas pela polícia, os pistoleiros usavam armas longas, possivelmente, fuzis automáticos.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE