Padrasto pega 13 anos de prisão por abusar de enteada em Glória de Dourados

Ele atacava a vítima pela manhã, antes de sair para o trabalho

| TOP MíDIA NEWS


Homem teve recurso negado pela Justiça - Crédito: Reprodução TV Anhanguera

Homem foi condenado a 13 anos de prisão, por tocar a enteada menor de 14 anos, em 2018, em Glória de Dourados. 

Segundo o inquérito da Polícia Civil, por, pelo menos dois meses de 2018, o homem acordava para ir trabalhar e ia até o quarto da vítima, onde tocava os seios dela. Ele tinha um relacionamento com a mãe dela e morava na mesma casa. 

Ainda conforme o documento, diante dos abusos, a adolescente se isolou na escola, teve queda no rendimento e no final da aula, não queria voltar para a casa. 

O comportamento da garota chamou a atenção da professora, que a questionou se havia algo errado. Depois de várias abordagens, a vítima revelou que o padrasto lhe abusava, tocando o corpo dela. O caso foi levado à direção da unidade e a mãe acionada. 

A avó da menor também foi acionada, inclusive ficou com a guarda da adolescente. Foi ela que acionou a Polícia Civil para denunciar os ataques. Ele então foi denunciado à Justiça. 

Em agosto de 2021, o suspeito foi condenado há 13 anos e três meses de prisão, mas com direito de recorrer em liberdade. O réu recorreu da condenação, onde alegou, entre outros argumentos, não haver provas do crime ou que o caso fosse interpretado somente como tentativa de abuso. 

No entanto, em fevereiro deste ano, o recurso do criminoso foi negado e a condenação mantida. Ele terá de pagar também R$ 20 mil em multa. 

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE