Ações da Petrobras fecham em queda após governo anunciar troca na presidência

Papéis tombaram mais de 4% ao longo do dia

| CNN BRASIL / JOãO PEDRO MALAR DO CNN BRASIL BUSINESS


- Petrobras realizará nova Assembleia Geral Extraordinária para analisar indicação de presidente Sergio Moraes/Reuters

As ações da Petrobras operaram em queda nesta terça-feira (24) na bolsa de valores brasileira, após o anúncio do governo federal de mais uma troca na presidência da estatal.

A ação preferencial da companhia (PETR4) encerrou com baixa de 2,92%, cotada a R$ 31,60, após tombar mais de 4,5% ao longo do dia. Já o papel ordinário (PETR3) desvalorizou 2,85%, encerrando a R$ 34,40. Pela manhã, recuou cerca de 4%.

Os recibos de ações da empresa negociados na bolsa de Nova York (ADRs) – que recuaram mais de 5% nesta tarde – fecharam em queda de 3,80%, aos US$ 14,23.

Flávio Conde, head de renda variável da Levante, afirma que a queda nesta sessão foi gerada pelo anúncio do governo, que traz a perspectiva de um esforço de espaçamento maior nos reajustes de combustíveis. Para ele, investidores podem estar vendendo as ações devido ao receio pelo cenário incerto, realizando lucros após uma sequência de alta nos papéis da estatal.

Leia mais

Na noite de segunda-feira (23), o Ministério de Minas e Energia anunciou a saída de José Mauro Ferreira Coelho, eleito em 14 de abril, do cargo.

Em seu lugar, foi indicado Caio Mário Paes de Andrade, que vem da Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, onde é responsável pela plataforma Gov.br.

A expectativa dos investidores é que Caio Mário Paes de Andrade mantenha um perfil pró-mercado, e não tente alterar a política de preços da Petrobras, de paridade internacional, segundo André Perfeito, economista-chefe da Necton.

“O mercado deve gostar da indicação uma vez que Caio é um profissional ligado aos valores liberais e próximo ao ministro Paulo Guedes”, afirma.

Ainda segundo Perfeito, a mudança indica que o Ministério da Economia “está mais no controle do que nunca da petroleira”.

“Sob a orientação do novo ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, se iniciou estudos para a privatização da empresa e provavelmente devemos ver apoio do novo presidente nesse sentido”, avalia.

Andrade tem formação em Comunicação Social pela Universidade Paulista, pós-graduação em Administração e Gestão pela Harvard University e Mestre em Administração de Empresas pela Duke University, e é membro do Conselho de Administração da Embrapa e da PPSA (Pré-Sal Petróleo S.A).

Em nota, o ministério justificou a troca citando a escalada nos preços dos combustíveis, e afirmou que Andrade “reúne todos as qualificações para liderar a companhia e superar os desafios que a presente conjuntura impõe”.

A indicação ainda precisará ser aprovada pelos acionistas da empresa por meio de uma Assembleia Geral Extraordinária. Como Coelho foi eleito pelo sistema de voto múltiplo, os outros membros do conselho de administração da estatal eleitos junto com ele também serão destituídos. Ao todo, são oito dos 11 atuais.

Tópicos

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE