Em Caarapó, grávida foi morta com tiro na cabeça ao tentar defender irmão, relata familiar

| MIDIAMAX


Angel foi assassinada a tiro (Reprodução, Facebook)

Horas após a morte de Angel Luama Pinto de Oliveira, de 28 anos, familiar relatou nas redes sociais que ela teria morrido ‘no lugar’ do irmão. Isso porque teria tentado defender o rapaz, que seria o alvo do disparo na madrugada de segunda-feira (23). O crime aconteceu na cidade de Caarapó.

Segundo relato da parente de Angel, ela estava grávida de 6 meses e morava em Caarapó. Na madrugada desta segunda, ela estava acompanhada do irmão, quando aconteceu o crime. “Foram para matar o irmão dela e ela entrou na frente para defender”, contou. “O tiro que era ser para ele acertou a cabeça dela”.

Angel ainda foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu ao ferimento. Há também informação de que o bebê que ela gestava, de 6 meses, também não resistiu. A vítima deixa dois filhos, um menino de 5 anos e uma menina de 8 anos.

O caso segue em investigação pela Polícia Civil.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE