Um jovem de 21 anos foi assassinado a tiros na tarde desta segunda-feira (5) no Portal Caiobá, região sul de Campo Grande. Marlon Matheus da Silva Marques foi ferido por pelo menos dois disparo, correu por alguns metros e caiu em um terreno da Rua Cachoeira do Campo, onde morreu. O crime é a quinta morte violenta de ontem para hoje na Capital.

Segundo a Polícia Militar, testemunhas narraram que Marlon é morador do Jardim Aero Rancho, mas estava na casa de amigos desde ontem, ingerindo bebidas alcoólicas. Nesta tarde no enquanto, moradores da região ouviram disparos e em seguida viram o rapaz correr já ferido, até cair no terreno de uma casa em construção.

Marlon morreu antes mesmo de ser socorrido. Conforme o delegado Edmilson Holler, da 6ª Delegacia de Polícia Civil de Campo Grande, a perícia encontrou dois ferimentos de tiro na região do peito da vítima e o autor não foi identificado.

Até o momento, ainda conforme Holler, a principal linha de investigação da polícia é de acerto de contas por dívidas de drogas, já que Marlos era usuário. “Mas nenhuma hipótese será descartada”, reforçou o delegado.

A namorada do rapaz, uma adolescente de 16 anos que está grávida de 5 meses dele, mora a poucos metros do local do crime e foi uma das primeiras a chegar ao local. Foi a mãe da menina que identificou o genro. Abalada, nenhuma das duas conseguiram falar com a imprensa.

Pai, mãe e irmã de Marlon também foram ao local e ficaram em estado de choque ao descobrirem sobre o crime. Emocionados, também optaram por não falar com a reportagem.

O crime ainda atraiu dezenas de pessoa ao terreno, que precisou ser isolado pela Polícia Militar para evitar que moradores se aproximasse. O policiamento também foi reforçado durante a perícia no local.

Mortes - Esse é o quinto caso de morte violenta em Campo Grande de ontem para hoje. Luiz Roberto Pereira dos Santos, de 26 anos, foi encontrado morto na noite de ontem (4), na Rua Napoleão Marques Siqueira, no Jardim Tijuca, também na região sul da cidade.

Conforme o delegado Christian Mollinedo, Luiz Roberto foi asfixiado por um travesseiro no quarto da casa em que morava. Como não havia sinais de arrombamento, a polícia acredita jovem foi assassinado por uma pessoa conhecida. "Tudo indica que os dois estavam usando droga. Ainda não se sabe a identidade do suspeito, nem a motivação do crime", falou o delegado.

Por volta das 5h desta segunda-feira (5), Dailo Souza Santos da Silva, 36 anos, foi encontrado morto com um tiro no peito, na Rua Vasconcelos Fernandes, entre a Avenida Afonso Pena e Barão do Rio Branco. Não há câmeras de segurança na região e o suspeito do crime ainda não foi localizado.

Na noite de ontem (4), mulher de 29 morreu esfaqueada durante briga em bar, na Rua Crispim Moura, na Vila Nova Capital, em Campo Grande. Daniele Alencar Viegas foi socorrida à UPA (Unidade de Pronto Atendimento) Moreninha, mas não resistiu. Três irmãs suspeitas pelo crime estão foragidas.

Também na noite de domingo, a motociclista Natália de Matos Farias, 34 anos, morreu após colidir a motocicleta que conduzia no meio-fio e ser arremessada contra um pé de coqueiro. O acidente aconteceu na rotatória que fica no cruzamento das avenidas Duque de Caxias com a Jamil Nahas, na Vila Popular.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9.9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


LEIA MAIS

Mãe e padrasto são presos por espancar, matar e enterrar criança de 3 anos> Violência
Mãe e padrasto são presos por espancar, matar e enterrar criança de 3 anos
Menino João Pedro estava desaparecido desde a madrugada de sábado.

Com depressão pós-parto, mãe que rejeitou bebê teve ajuda da prima para cuidar da filha: 'Me ajudou sem julgar'> Mato Grosso do Sul
Com depressão pós-parto, mãe que rejeitou bebê teve ajuda da prima para cuidar da filha: 'Me ajudou sem julgar'
Aline conta que nos primeiros dias "não conseguia amar a filha", e nessa fase, a prima ia todos os dias até sua casa para cuidar dela e da b

Assaltantes invadiram festa em chácara e agrediram vítimas a coronhadas> Ivinhema
Assaltantes invadiram festa em chácara e agrediram vítimas a coronhadas
Quatro bandidos foram presos e outro morreu após confronto com policiais do DOF e da PM; ele ainda não foi identificado

Empresários se unem para garantir realização de Carnaval em Jardim> Confira
Empresários se unem para garantir realização de Carnaval em Jardim
Grupo fará reunião na noite desta segunda-feira para oficializar proposta para empresariado

Simone confirma que vai entrar na briga para disputar presidência do Senado> Política
Simone confirma que vai entrar na briga para disputar presidência do Senado
Com decisão, parlamentar deve enfrentar, dentro do partido, o colega Renan Calheiros (MDB/AL) para ser escolhida para eleição

Em MS, mensagem no WhatsApp sobre abuso de criança é fake news, garante polícia> Alerta
Em MS, mensagem no WhatsApp sobre abuso de criança é fake news, garante polícia
Delegada alerta para necessidade do usuário saber a origem da mensagem antes de compartilhar informações por grupos

Adolescente suspeito de espancar e esfaquear pintor até a morte é detido em MS> Mato Grosso do Sul
Adolescente suspeito de espancar e esfaquear pintor até a morte é detido em MS
Polícia suspeita que oito adolescentes estão envolvidos em crime

Assaltante morto em confronto com a polícia era paranaense e tinha 34 anos> Roubo em Ivinhema
Assaltante morto em confronto com a polícia era paranaense e tinha 34 anos
Bandidos usaram uma pistola 9 milímetros, um revólver calibre 22 e uma arma de brinquedo em assalto com reféns

Alvo de fiscalização, mercado de MS é flagrado até com moscas em carnes> Mato Grosso do Sul
Alvo de fiscalização, mercado de MS é flagrado até com moscas em carnes
Proprietário foi autuado e tem prazo de 15 a 30 dias para se adequar às normas

Preço médio do botijão de 13 kg sobe e chega aos R$ 72 em MS> MS
Preço médio do botijão de 13 kg sobe e chega aos R$ 72 em MS
Campo Grande, Nova Andradina e Ponta Porã registraram aumento no valor do botijão de 13 kg.

Arsenal seria entregue ao clã de Pavão para vingar morte de Chico Gimenez> Paraguai
Arsenal seria entregue ao clã de Pavão para vingar morte de Chico Gimenez
Polícia paraguaia afirma que fuzis, pistolas e munições seriam usados em outro banho de sangue na fronteira

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE