O juiz Cesar de Souza Lima, titular da 3ª Vara Criminal e presidente do Tribunal do Júri em Dourados, cidade a 233 km de Campo Grande, foi ameaçado por um presidiário nesta segunda-feira (5).

A ameaça ocorreu durante audiência por vídeo conferência, no momento em que o juiz comunicava a Gian Piero Angelim Bussu, 30, o “Alemão” que ele perderia o direito ao regime aberto e voltaria para o semiaberto por descumprir regras da progressão de regime.

“Você conhece o inferno? Você vai ver o inferno”, afirmou Alemão ao juiz. Após encerrar a audiência, Cesar de Souza Lima foi até a 1ª Delegacia de Polícia Civil e registrou um boletim de ocorrência contra o presidiário, que cumpre pena por roubo majorado.

Alemão tinha sido preso em Dourados, em fevereiro de 2016 pela Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira).

Ele e outros quatro membros da quadrilha atraíram um caminhoneiro de 64 anos de Nova Alvorada do Sul para Dourados, para roubar o caminhão, que seria levado para o Paraguai. Mas o assalto foi descoberto e o grupo preso em flagrante.

Condenação – Em maio de 2017, Gian Piero Angelim Bussu foi condenado a seis anos, dois meses e 20 dias de reclusão em regime fechado, no presídio de Naviraí.

No dia 28 de junho do ano passado, a Justiça autorizou a progressão para o regime semiaberto e permitiu a Gian trabalhar em empresas conveniadas com a Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário).

Na época, ele estava internado na Santa Casa de Naviraí, com problemas psiquiátricos. O juiz da Vara de Execução Penal do Interior, Alexandre Antunes da Silva, concedeu autorização para Gian Bussu ficar três meses em tratamento, sem escolta policial, no Hospital Psiquiátrico Drº Adolfo Bezerra de Menezes, em Paranaíba.

No dia 11 de abril de 2018, o juiz César de Souza Lima, o mesmo que foi ameaçado hoje, concedeu ao condenado o livramento condicional, mediante uma série de medidas que Gian teria de cumprir, como arrumar emprego, comparecer mensalmente ao Juízo e não sair de casa após as 22h.

Em 24 de maio, César de Souza Lima determinou que Gian voltasse para o regime semiaberto por ele não comparecer para assinar o termo na Justiça e expediu novo mandado de prisão, cumprido no dia 14 do mês seguinte, em Campo Grande, onde Gian foi localizado.

Ameaça – Na audiência via vídeo conferência desta segunda-feira, o juiz revogou o livramento e determinou o restabelecimento do regime semiaberto. Entretanto, ao ser informado da revogação, o preso ameaçou o magistrado.

“Com cometimento deste novo crime, existe a possibilidade da regressão cautelar de regime. Desse modo, determino a regressão cautelar de Gian Piero Angelim Bussu, para o regime fechado e determino a abertura de inquérito policial para apuração do fato e instauração de sindicância”, decidiu César de Souza Lima.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9.9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


LEIA MAIS

Mãe e padrasto são presos por espancar, matar e enterrar criança de 3 anos> Violência
Mãe e padrasto são presos por espancar, matar e enterrar criança de 3 anos
Menino João Pedro estava desaparecido desde a madrugada de sábado.

Com depressão pós-parto, mãe que rejeitou bebê teve ajuda da prima para cuidar da filha: 'Me ajudou sem julgar'> Mato Grosso do Sul
Com depressão pós-parto, mãe que rejeitou bebê teve ajuda da prima para cuidar da filha: 'Me ajudou sem julgar'
Aline conta que nos primeiros dias "não conseguia amar a filha", e nessa fase, a prima ia todos os dias até sua casa para cuidar dela e da b

Assaltantes invadiram festa em chácara e agrediram vítimas a coronhadas> Ivinhema
Assaltantes invadiram festa em chácara e agrediram vítimas a coronhadas
Quatro bandidos foram presos e outro morreu após confronto com policiais do DOF e da PM; ele ainda não foi identificado

Empresários se unem para garantir realização de Carnaval em Jardim> Confira
Empresários se unem para garantir realização de Carnaval em Jardim
Grupo fará reunião na noite desta segunda-feira para oficializar proposta para empresariado

Simone confirma que vai entrar na briga para disputar presidência do Senado> Política
Simone confirma que vai entrar na briga para disputar presidência do Senado
Com decisão, parlamentar deve enfrentar, dentro do partido, o colega Renan Calheiros (MDB/AL) para ser escolhida para eleição

Em MS, mensagem no WhatsApp sobre abuso de criança é fake news, garante polícia> Alerta
Em MS, mensagem no WhatsApp sobre abuso de criança é fake news, garante polícia
Delegada alerta para necessidade do usuário saber a origem da mensagem antes de compartilhar informações por grupos

Adolescente suspeito de espancar e esfaquear pintor até a morte é detido em MS> Mato Grosso do Sul
Adolescente suspeito de espancar e esfaquear pintor até a morte é detido em MS
Polícia suspeita que oito adolescentes estão envolvidos em crime

Assaltante morto em confronto com a polícia era paranaense e tinha 34 anos> Roubo em Ivinhema
Assaltante morto em confronto com a polícia era paranaense e tinha 34 anos
Bandidos usaram uma pistola 9 milímetros, um revólver calibre 22 e uma arma de brinquedo em assalto com reféns

Alvo de fiscalização, mercado de MS é flagrado até com moscas em carnes> Mato Grosso do Sul
Alvo de fiscalização, mercado de MS é flagrado até com moscas em carnes
Proprietário foi autuado e tem prazo de 15 a 30 dias para se adequar às normas

Preço médio do botijão de 13 kg sobe e chega aos R$ 72 em MS> MS
Preço médio do botijão de 13 kg sobe e chega aos R$ 72 em MS
Campo Grande, Nova Andradina e Ponta Porã registraram aumento no valor do botijão de 13 kg.

Arsenal seria entregue ao clã de Pavão para vingar morte de Chico Gimenez> Paraguai
Arsenal seria entregue ao clã de Pavão para vingar morte de Chico Gimenez
Polícia paraguaia afirma que fuzis, pistolas e munições seriam usados em outro banho de sangue na fronteira

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE