Os eleitores que não votaram no primeiro turno das Eleições 2018, realizado no dia 7 de outubro, têm até hoje, quinta-feira (6), para regularizar sua situação eleitoral. A data está prevista no Calendário Eleitoral (Resolução TSE nº 23.555/2017).

O eleitor deve entregar, pessoalmente, o formulário de justificativa em qualquer cartório eleitoral ou enviar por via postal ao juiz da zona eleitoral na qual é inscrito. O documento pode ser obtido nos portais da Justiça Eleitoral ou no próprio cartório. O eleitor também deve levar a documentação que comprove a impossibilidade de comparecimento no dia do primeiro turno da eleição.

Se utilizar o Sistema Justifica (clique aqui para acessar), o eleitor deverá preencher um formulário online para informar seus dados pessoais, declarar o motivo da ausência e anexar comprovante do impedimento para votar. O cidadão receberá um protocolo para acompanhar o andamento do requerimento, que será encaminhado para exame pelo juiz competente. Se acolhida a justificativa, o eleitor será notificado da decisão.

Eleitores no exterior - O eleitor inscrito na Zona Eleitoral do Exterior, ausente do seu domicílio eleitoral na data da eleição ou que não tenha votado, também necessita justificar o não comparecimento às urnas na eleição presidencial.

Nesse caso, o Requerimento de Justificativa Eleitoral – pós eleição deve estar acompanhado de cópia de documento oficial brasileiro de identidade e de comprovante dos motivos alegados para justificar a ausência. O requerimento deve ser enviado diretamente ao juiz da Zona Eleitoral do Exterior. A justificativa também pode ser entregue nas missões diplomáticas ou repartições consulares localizadas no país em que o eleitor estiver. Também pode ser enviada pelo Sistema Justifica.

Já o cidadão brasileiro que estiver no exterior no dia do pleito tem até 30 dias, contados de seu retorno ao Brasil, para justificar a ausência no cartório eleitoral ou também pela internet, por meio do Sistema Justifica.

Consequências - O cidadão que não votar em três eleições consecutivas – com cada turno correspondendo a uma eleição – e não justificar sua ausência ou quitar a multa devida terá o registro do título eleitoral cancelado e ficará impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e obter alguns tipos de empréstimos.

Além disso, o eleitor não poderá ser investido e nomeado em concurso público, nem renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo, nem obter certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado.

A regra só não se aplica aos eleitores cujo voto é facultativo (analfabetos, maiores de 16 e menores de 18 anos, e maiores de 70 anos) e aos portadores de deficiência física ou mental que torne impossível ou demasiadamente oneroso o cumprimento das obrigações eleitorais.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9.9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


LEIA MAIS

Discovery Sport 2019 chega com Versão Especial Landmark Edition> veículos
Discovery Sport 2019 chega com Versão Especial Landmark Edition
Modelo vem equipado com motor Ingenium 2.0 Turbo Diesel capaz de gerar 180 cv de potência e 430 Nm de torque

Ministério Público de MS baixa novas regras sobre sigilo em inquéritos> confira
Ministério Público de MS baixa novas regras sobre sigilo em inquéritos
Enunciado aprovado em Conselho Superior adequa normas às previsões do CNMP e à Lei de Acesso à Informação; dados pessoais serão protegidos por

Após denúncias de valores abusivos, Energisa aceita parcelar faturas em até 4 vezes em MS> mato grosso do sul
Após denúncias de valores abusivos, Energisa aceita parcelar faturas em até 4 vezes em MS
Moradores podem procurar empresa a partir desta quarta-feira (23)

Vereador terá de prestar serviço comunitário por acidente que matou manicure em MS> decisão
Vereador terá de prestar serviço comunitário por acidente que matou manicure em MS
Ayrton de Araújo (PT) ainda terá de pagar R$ 9,9 mil para entidade social e teve a habilitação suspensa por dois meses

Esperando amputação, paciente aponta descaso em hospital da fronteira> Confira
Esperando amputação, paciente aponta descaso em hospital da fronteira
Paulista Juvenal Neto está internado há duas semanas em Ponta Porã; Secretaria de Saúde diz que Instituto Gerir recebeu R$ 3,6 milhões neste mês

Tribunal de Justiça nega retirar feminicídio do caso Mayara Amaral> Mato Grosso do Sul
Tribunal de Justiça nega retirar feminicídio do caso Mayara Amaral
O julgamento de Luís Alberto Bastos Barbosa estava marcado para ocorrer no fim do ano passado, contudo, foi adiado diante do recurso da defesa

Empresário paraguaio sequestrado na fronteira é resgatado em mata> Terra sem lei
Empresário paraguaio sequestrado na fronteira é resgatado em mata
Imprensa paraguaia afirma que resgate de R$ 70 mil foi pago, mas vereador de Capitán Bado, cunhado da vítima, nega pagamento

Vereador de Campo Grande é acusado de estuprar garoto de 13 anos> Investigação
Vereador de Campo Grande é acusado de estuprar garoto de 13 anos
Pais disseram que ele teria confessado e dito que estava sob efeito de drogas

Com helicóptero e polícias integradas, fronteira de MS com Paraguai está em alerta> Confira
Com helicóptero e polícias integradas, fronteira de MS com Paraguai está em alerta
Objetivo é diminuir ações do crime organizado, forte na fronteira do estado com país vizinho

Pescadores fazem vaquinha para velório de criança de 6 anos que morreu afogada no rio Miranda> Confira
Pescadores fazem vaquinha para velório de criança de 6 anos que morreu afogada no rio Miranda
Corpo da criança de 6 anos foi localizado pelos bombeiros na manhã desta terça-feira

No primeiro dia de vaquinha, empresários já tem R$ 20 mil para Carnaval> Jardim
No primeiro dia de vaquinha, empresários já tem R$ 20 mil para Carnaval
Associação Empresarial de Jardim se reuniu na noite de segunda-feira com associados para apresentar proposta

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE