Coronavírus: ‘Suspender aulas é precipitado’ diz sindicato das escolas particulares de MS

Sinepe disse que orientações estão sendo repassadas às escolas

| MIDIAMAX/ANA PAULA CHUVA


(Ilustrativa | De arquivo | Jornal Midiamax)

Sem nenhum caso confirmado de coronavírus (Covid-19), o Sinepe-MS (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino de Mato Grosso do Sul), diz ser premeditado suspender as aulas neste momento, mas que orientação é para que as instituições particulares de ensino sigam as orientações da nota enviada pelo Ministério da Educação.

De acordo com a presidente do sindicato, Maria da Glória Paim Barcellos, nesta sexta-feira (13) houve uma reunião da Undime (União dos Dirigentes Municipais da Educação) com as secretarias de Saúde e Educação do Estado, além do Sinepe-MS.

“Nós estivemos em reunião nesta sexta-feira e como não há nenhum caso de coronavírus confirmado em Mato Grosso do Sul acreditamos que suspender as aulas seja precipitado', declarou.

Ainda segundo Maria da Glória, uma nota conjunta está sendo elaborada com as recomendações a serem seguidas e será replicada em todas as escolas do Estado. “Assim como aconteceu com a H1N1 quando tivermos casos confirmados tomaremos todas as medidas necessárias, mas nesse momento todas as orientações serão repassadas para as escolas através dessa nota conjunta. ', destacou.

“Essas recomendações são baseadas em uma nota enviada pelo Ministério da Educação e na Associação Brasileira de Infectologistas. Estamos tomando todos os cuidados e quando houver novidades retornaremos a reunião para novas decisões, mas nesse momento não vamos suspender as aulas. ', concluiu.

O último boletim epidemiológico divulgado pela SES (Secretaria de Estado de Saúde) na quinta-feira (12) mostrou que Mato Grosso do Sul mantém 7 casos suspeitos de coronavírus em investigação. Dos 30 casos notificados, 15 foram descartados por apresentarem sinais de influenza e outros 8 foram excluídos por não se enquadrarem na definição de caso suspeito.

Nesta sexta-feira (13), a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) apontou que em Campo Grande que dentro de 16 dias, foram notificados 25 casos suspeitos de Covid-19 e desses 10 são investigados na Capital. Entre os casos investigados, aos pacientes têm idades entre 15 e 38 anos. Os pacientes apresentaram sintomas como febre, tosse, desconforto respiratório, coriza, cefaleia, dor de garganta e dor de ouvido.

O diretor-geral da OMS (Organização Mundial da Saúde), Tedros Adhanom Ghebreyesus declarou a pandemia referente ao novo coronavírus, COVID-19 em entrevista coletiva. Na prática, o termo é utilizado quando o estágio de transmissão de uma doença é global.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE