Cassems confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa em Nova Andradina

| DOURADOS NEWS


Profissionais que testaram positivo para doença atenderam idosa no hospital em Nova Andradina - Crédito: Jornal da Nova

A Cassems (Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul) confirmou que três profissionais de seu hospital em Nova Andradina testaram positivo para o novo coronavírus (Covid-19) após prestarem atendimento à idosa de 64 anos, residente em Batayporã, que teve a morte confirmada na terça-feira (31). Em nota, informa que em todas as suas unidades hospitalares com internações relacionadas à doença são realizadas testagens dos colaboradores envolvidos nos cuidados assistenciais, de acordo com as orientações da Vigilância Epidemiológica. “Em Nova Andradina, dos profissionais do Hospital Cassems testados, três tiveram confirmação de infecção pelo novo coronavírus e passaram por rigorosa bateria de exames. Estão assintomáticos e isolados em quarentena, como recomendação das autoridades de saúde pública”, detalhou. Foi naquele município que a paciente de 64 anos morta ontem deu entrada, no dia 16 de março, com quadro de doença crônica respiratória. Ela foi atendida “seguindo os protocolos orientados pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), o que inclui o uso adequado de EPI (Equipamentos de Proteção Individual)”, segundo a Cassems. Por estar sintomática e relatar contato com familiar que havia viajado à Europa, foi levada para leito de terapia semi-intensiva, que possui aparelhos de respiração mecânica, e o caso no notificado para a Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde, com solicitação de testagem para Covid-19. “No dia 17 de março, foi recebida a devolutiva da Vigilância Epidemiológica reportando que o caso em questão não preenchia os critérios de notificação vigentes àquela altura. Vale lembrar que nesta data não havia confirmação da transmissão comunitária no Brasil”, pontua a Cassems. Ainda conforme a Caixa de Assistência dos Servidores do Estado de Mato Grosso do Sul, “mesmo não sendo autorizado o teste pelos critérios da vigilância, a paciente permaneceu internada sob cuidados da equipe hospitalar no período de 16 a 23/03”, quando recebeu alta com orientações médicas. Mas no dia 24 de março ela retornou ao hospital, foi internada e submetida aos exames recomendados pelos protocolos médicos. “No dia 25 de março, houve agravamento do quadro respiratório, sendo necessária a transferência para o hospital Cassems de Dourados, que conta com suporte de maior complexidade (Unidade de Terapia Intensiva)”, pontua. Na unidade hospitalar da maior cidade do interior do Estado, a paciente permaneceu internada até a confirmação do óbito no início da tarde de ontem. De acordo com a Secretaria de Estado de Saúde, essa primeira vítima fatal do novo coronavírus em Mato Grosso do Sul tinha pneumopatia crônica, condição que pode ter contribuído com a grave evolução do quadro. “A investigação da Secretaria de Estado de Saúde apontou que a paciente contraiu o coronavírus através do contato com duas irmãs que chegaram da Bélgica, dias antes do início de sintomas da paciente. Apesar das duas serem assintomáticas, uma delas testou positivo para Covid-19”, detalhou o Governo de Mato Grosso do Sul na tarde de ontem.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE