Escolas particulares estudam como flexibilizar mensalidades na quarentena em MS

Instituições têm enfrentado inadimplência no pagamento das mensalidades

| MIDIAMAX/MYLENA ROCHA


Foto: Arquivo/Midiamax

Representantes de escolas particulares estiveram reunidos com o MPMS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul), Defensoria Pública de MS e Procons estadual e municipal para discutirem os problemas de inadimplência nas instituições. As escolas vão apresentar uma proposta para flexibilizar o pagamento das mensalidades.

O Sintrae (Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Ensino no MS) e o Sinepe (Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino de MS) discutiram que as instituições enfrentam durante a pandemia, como a inadimplência e manutenção das mensalidades escolares, o emprego dos trabalhadores da educação, plano pedagógico, além da necessidade de manterem os pais informados sobre a nova forma das aulas, como medida de prevenção ao novo coronavírus.

Durante a reunião, foram abordadas as dificuldades do setor de educação, com discussão sobre a possibilidade de uma flexibilização no pagamento das parcelas que compõem a anuidade, para os pais dos alunos.

Os representantes das escolas particulares se comprometeram em apresentar na próxima quarta-feira (22) uma proposta sobre possível flexibilização dos valores pagos a título de mensalidade, para pais que estejam com dificuldade de arcar com o contrato.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE