No interior, escolas particulares de 4 cidades voltam a receber alunos

Volta às aulas em São Gabriel foi autorizada a partir de 22 de junho; Maracaju permitiu reabertura de escolas ontem (3)

| ANAHI ZURUTUZA / CAMPO GRANDE NEWS


Na Escola Dente de Leite, em São Gabriel do Oeste, uso de máscaras é obrigatório para todas as idades (Foto: Facebook/Reprodução)

Apesar do rápido avanço da pandemia da covid-19 em Mato Grosso do Sul, em pelo menos 4 cidades do interior, as aulas na rede particular já foram retomadas. Escolas privadas tiveram aval das prefeituras de São Gabriel do Oeste, Maracaju, Amambai e Ribas do Rio Pardo para funcionar.

Em São Gabriel do Oeste, as aulas foram suspensas duas vezes. “Paramos primeiro no fim de março e ficamos fechados por cerca de 45 dias. Retornamos e quando os casos começaram a aumentar na cidade, suspendemos de novo [em 22 de junho], na verdade, antecipamos as férias', explica a coordenadora, Maria Célia Matos Ornelas, da Escola Dente de Leite, que atende a 160 crianças.

A educadora garante que todas as medidas de segurança estão sendo tomadas e que a maior parte dos alunos, do 6º ao 9º ano, ainda tem aulas on-line. “As turmas maiores, nós dividimos, temos no máximo 13 alunos por sala. Fazemos o recreio em horário alternados e cada turma sai com 5 minutos de diferença para evitar aglomeração de pais na hora de buscar', detalha.

O uso de máscaras, a higienização das mãos e aferição de temperatura na porta da escola também são o obrigatórias. Maria Célia explica que o colégio conta com a consciência dos pais. “Já tivemos 1 caso de uma mãe que testou positivo e infectou o filho, mas ele já não veio para a escola quando ela apresentou os primeiros sintomas e nós suspendemos as aulas da turma por uma semana. Depois, tivemos outro aluno que teve alguns sintomas e fizemos o mesmo até que tivéssemos segurança para voltar'.

No município de pelo menos 26 mil habitantes, são somente duas escolas privadas. A cidade já tem 552 casos confirmados da doença, segundo boletim da SES (Secretaria Estadual de Saúde) divulgado hoje.

Já em Maracaju, onde há 47 mil habitantes e 4 escolas particulares, mesmo com a retomada autorizada desde ontem (3), existem estabelecimentos que preferiram não “voltar ao normal'.

No Colégio Nota Dez, só crianças de 3 a 5 anos, da educação infantil, e do 1º e 2º anos do Ensino Fundamental, que têm entre 6 e 7 anos, assistirão aulas presenciais a partir da próxima semana. Eles estão nas idades que têm mais dificuldade de acompanhar o conteúdo on-line. A escola, porém, ainda se preparada para recepcionar os estudantes, com a desinfecção do prédio, por exemplo.

Em Maracaju, até agora, conforme a SES, 216 pessoas testaram positivo desde o início da pandemia.

Em ambos os municípios, a rede pública prorrogou até o dia 7 de setembro o regime de aulas à distância.

Em Amambai, o Colégio Celq também já reabriu e em Ribas do Rio Pardo, o Centro Educacional Rosa Mosso.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE