Reinaldo descarta volta às aulas e defende isolamento para superar pico da covid

Governador afirma que ainda não há prazo para retorno na rede estadual de ensino

| GABRIEL NERIS / CAMPO GRANDE NEWS


Governador Reinaldo Azambuja durante entrevista nesta quarta (Foto: Gabriel Neris)

O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja (PSDB), descartou nesta quarta-feira (19) a possibilidade de retorno das aulas na rede estadual de ensino diante do atual cenário da pandemia. A covid-19 tem quase 40 mil casos confirmados no Estado.

Sobre a situação de momento, o chefe do Poder Executivo afirmou que para o pico da doença passar “vai depender do volume de isolamento para evitar a proliferação. Depende de cada um de nós'.

A taxa de isolamento do Estado no início da semana ficou em torno dos 35%, praticamente metade do recomendado para frear a disseminação da doença. O índice é semelhante ao registrado em Campo Grande.

Sobre a possibilidade de retorno das aulas, Reinaldo afirmou que não dá para colocar prazo.

“Só vai voltar se tivermos extrema segurança, protegendo os jovens e as crianças. Enquanto tiver qualquer risco, e é difícil controlar isso, estamos ouvindo a ciência, fazendo estudo. Não vamos voltar as aulas se tiver qualquer risco. Não dá para falar em prazo porque precisamos ter isso com muita segurança', finalizou.

De acordo com o boletim desta quarta-feira da Secretaria Estadual de Saúde, Mato Grosso do Sul chegou a 39.381 casos confirmados da doença. Somente nas últimas 24 horas foram 988 casos a mais.

O número de recuperados está em 31.750 e 6.443 pacientes estão em isolamento domiciliar. Já o número de mortes chegou a 668, taxa de letalidade de 1,7%. Somente em Campo Grande são 254 óbitos.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE