Aulas na rede estadual seguem suspensas até 8 de outubro

A decisão do Governo de Mato Grosso do Sul deve ser publicada no Diário Oficial do Estado após o feriado prolongado

| ANAHI ZURUTUZA / CAMPO GRANDE NEWS


Sala de aula em escola da rede estadual lotada, cena que provavelmente não será mais vista em 2020 (Foto: Governo de MS/Divulgação)

As escolas estaduais permanecerão com as salas de aula fechadas pelo menos até o dia 8 de outubro. O anúncio foi feito pelo secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, durante a transmissão ao vivo do fim da manhã desta sexta-feira (4).

“Na rede pública estadual não haverá aulas presenciais até 8 de outubro. Na primeira semana de outubro, faremos uma nova avaliação para verificar quando vai ser o retorno', afirmou.

A decisão do Governo de Mato Grosso do Sul deve ser publicada no Diário Oficial do Estado após o feriado prolongado, na próxima terça-feira.

Tanto o secretário quanto a secretária-adjunta de Saúde, Christine Maymone, destacaram, durante a live, que apesar da curva de contágio já demonstrar sinais de estabilidade, a pandemia não está nem perto do fim. “Não é hora de baixarmos a nossa guarda. O coronavírus é agressivo, muito perigoso e ainda temos de evitar qualquer tipo de aglomeração', disse Geraldo.

“Precisamos ter um pouco mais de paciência para vencermos a pandemia', completou a secretária-adjunta.

No dia 24 de agosto, a secretária estadual de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta já havia adiantado que apesar de decreto estadual prever a suspensão das aulas só até a próxima segunda-feira, 7 de setembro, a reabertura de escolas seria adiada novamente.

“Nós não vamos retornar aulas no dia 8. Só não vou dizer quando será o retorno porque quem decide isso é a equipe toda, junto com a secretaria de Governo. Mas, a gente espera fazer o término deste bimestre remotamente'.

Alunos e professores ganharam uma “Semana do Saco Cheio' antecipada, de 31 de agosto a 7 de setembro.

Particulares – Ontem, as escolas particulares de Campo Grande foram autorizadas a receber alunos de 0 a 5 anos, do berçário à Educação Infantil, a partir do dia 21 de setembro, caso as taxas de ocupação de leitos de UTI continuem menores que 85%.

Decreto com as regras para o retorno deve ser publicado até o dia 11 deste mês pela Prefeitura de Campo Grande, que vai normatizar a volta às aulas presenciais. Uma das regras é turmas com apenas 30% da capacidade. 'Se a sala tem 20 alunos matriculados, só pode 6', explicou o prefeito Marquinhos Trad.

Ainda não há novidades sobre a retomada das atividades na Reme (Rede Municipal de Ensino).

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE