Força-tarefa fez efeito, diz governo, e chamas são controladas no Pantanal de MS

Incêndios na região de área de preservação do Alto Taquari, em Sonora, também foram controlados

| LINIKER RIBEIRO / CAMPO GRANDE NEWS


Chamas que atingiram área de preservação no Alto Taquari foram controladas (Foto: Divulgação/Imasul)

Cinco dias após a União reconhecer situação de emergência em Mato Grosso do Sul devido aos incêndios florestais, o Estado comemora o bom resultado de ações de combate ao fogo desempenhadas ao longo de semana. Conforme balanço da Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), focos de incêndio no Pantanal sul-mato-grossense estão controlados, assim como na unidade de preservação do Alto Taquari, em Alcinópolis, a 402 km da Capital.

“Na parte da manhã de hoje, desmobilizamos parcialmente as ações no município de Alcinópolis, porque nós conseguimos debelar o fogo na unidade de Preservação do Alto Taquari', revelou o titular da Semagro durante live, no fim da manhã desta sexta-feira (18).

Com isso, o efetivo do exército, que contava com mais de 136 militares, seguirá com grupo de 50 a 60 pessoas. O restante, conforme Verruck, será deslocado para o município de Costa Rica, a 305 km de Campo Grande.

Na região estão ainda 25 militares do Corpo de Bombeiros, 15 bombeiros do Paraná, além de equipes da prefeitura de Alcinópolis.

Já na região pantaneira de Corumbá, a 419 quilômetros da Capital, os trabalhos são para garantir que grandes incêndios não retornem. “O número de focos de incêndio no Pantanal está reduzido graças ao combate que é feito no local. Não temos, neste momento, nenhum grande incêndio florestal no Pantanal sul-mato-grossense, foram debelados ao longo da semana' comemora Verruck.

Atualmente, seguem na região 172 homens da Marinha do Brasil, do 6º Distrito Naval, 68 militares do Corpo de Bombeiros, 15 Bombeiros do Paraná, além de 30 brigadistas do Prevfogo.

Parte dessa equipe ajudou no combate a incêndio de grandes proporções no Porto da Manga, onde 200 hectares da região foram queimados.

Recursos – Ainda segundo Verruck, após o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) assinar decreto que reconheceu situação de emergência no Estado, na última segunda-feira (14), e o Governo Federal reconhecer, uma série de equipamentos foram adquiridos e entregues hoje de manhã ao Corpo de Bombeiros.

Os equipamentos serão encaminhados para Corumbá e Alcinópolis, hoje a tarde.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE