Médica picada por cobra em cachoeira ganha alta e deixa hospital

Dieynne Saugo que também estava com Covid-19 disse que está '100% curada e pronta para ir para casa comemorar'

| TOP MíDIA NEWS/DANY NASCIMENTO


Crédito: Reprodução/Redes Sociais

A médica Dieynne Saugo, de 33 anos, picada por uma cobra jararaca enquanto tomava banho em uma cachoeira de Nobres, a 151 km de Cuiabá, teve alta ontem (18), do Hospital Albert Einstein, em São Paulo.

De acordo como G1, ela se disse agradecida por ter conseguido se recuperar tanto dos ferimentos do ataque da cobra, quanto do quadro de Covid-19 que ela adquiriu durante a recuperação.

Dieynne Saugo afirmou que está '100% curada e pronta para ir para casa comemorar'.

'Acabei de receber alta hospitalar. Finalmente, com a graça de Deus, foi feita a decanulação e eu estou 100% curada e recuperada, para poder voltar para casa e comemorar essa vitória', disse a médica nas redes sociais.

Decanulação é um processo que os pacientes que fizeram uma traqueostomia (pequena abertura na traqueia) são submetidos, para que voltem a respirar sozinhos pelos pulmões. Ao ser picada pela cobra nas regiões do rosto e do pescoço, a médica teve comprometimento da respiração devido ao inchaço e precisou de transfusão de sangue e também da traqueostomia para desobstruir as vias aéreas, que estavam comprometidas em 70%.

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE