Outdoor com ataque a Bolsonaro não dura nem 1 hora intacto

| DOURADOSNEWS / DA REDAçãO


Outdoor foi instalado hoje pela manhã e tapado menos de uma hora depois - Crédito: Divulgação

Um outdoor instalado em São Gabriel do Oeste contendo a hastag #ForaBolsonaro não durou uma hora. Depois de ameaças feitas por produtores rurais da região, o painel foi tapado com lona preta, na manhã dessa terça-feira, dia 15 de setembro.

Quem relata a história, que até virou meme, é o advogado Ailto Roberson Seibert. Ele explica que faz parte de um grupo apartidário e “com cerca de 200 sul-mato-grossenses a favor da democracia”.

Ailto foi o responsável por contratar a gráfica que fez a arte, a empresa de plotagem e pagar pela locação do espaço. O grupo decidiu fazer a intervenção depois que outdoors de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) foram espalhados por São Gabriel do Oeste.

“Já fizemos ações parecidas em outras cidades de Mato Grosso do Sul. Mas é a primeira vez que isso acontece. Apareceram lá com uma motosserra, outros falaram que iam colocar fogo, pressionaram o dono do ponto. Foi censura explícita! Aqui é por meio da força mesmo, acham que é terra de jagunço”, protesta.

O advogado conta que o grupo fez “vaquinha” e desembolsou cerca de R$ 1 mil pelo outdoor, mas autorizou que o cartaz fosse coberto depois que o dono do espaço pediu, temendo sofrer prejuízo maior, com a derrubada da estrutura. “Mas estou indo ao MP/MS (Ministério Público de Mato Grosso do Sul) pedir providências. Não pode ser assim”.

Em áudio enviado em grupo WhatsApp, o dono da Unilux Comunicação Visual se identifica pelo apelido, Passo Longo, tenta acalmar os ânimos e diz que não tinha conhecimento sobre o conteúdo do outdoor. “Bom dia pessoal, aqui é o Passo Longo. Quem mandou fazer esse outdoor, foi um advogado aí. Ele pegou, chegou, aluguei para ele, pagou adiantado até, e ele falou que ia vir de fora, não me falou o que era. Aí hoje de manhã, quando colaram me falaram que era do Bolsonaro, daí os peões chegaram aqui falando. Daí é complicado né?”.

Nevio Luis Dalla Costa, o proprietário da empresa que tem 34 painéis em São Gabriel do Oeste, afirma que não recebeu ameaças diretas, mas foi avisado por amigos que a revolta havia se instalado contra o outdoor. “Para mim não teve ameaça, mas um fala, outro fala, outro diz que vai queimar e os amigos me avisando”.

O empresário diz não saber exatamente quem são as pessoas que se rebelaram. “Não quero polêmica”.

A reportagem do site Campo Grande News, não conseguiu descobrir os nomes das pessoas que teriam feito as ameaças de derrubar ou colocar foto no painel. 

Quer receber notícias do Site MS NEWS via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (67) 9 9605-4139 e se cadastre gratuitamente!


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE